36º semana de gestação


36ª semana de gestação


A gestante

Muita expectativa para ver o rostinho de seu bebê! Nesse momento, a mamãe já está ansiosa, tem alterações de humor e pensa o tempo todo no bebê: se ele vai nascer bem, se vai dar tudo certo no parto, com quem o bebê vai parecer, etc.

Para que tudo ocorra bem, garantindo a segurança do bebê e da mamãe, as consultas médicas a partir de agora se tornam semanais. É comum a realização do cardiotocografia anteparto ou monitoragem fetal, um exame feito semanalmente para avaliar se o bebê está bem.

O bebê

Assim como você, seu bebezinho não vê a hora de chegar ao mundo. Os retoques finais estão sendo providenciados. Grandinho, ao mexer-se ele desalinhará sua barriga. É possível até mesmo identificar um bracinho ou perninha dele. E é por volta dessa semana que o bebê começa a diferenciar que ao dia a movimentação da mamãe é mais intensa que à noite. Ele já mede em torno de 40cm e pesa 2,75kg.

EXAMES DESSA FASE:

Cardiotocografia (normalmente realizado apartir da 36ª semana de gestação)

A cardiotocografia (CTG) é um método não invasivo de avaliação do bem estar fetal. Consiste no registro gráfico da frequência cardíaca fetal e das contrações uterinas. É classificada em cardiotocografia anteparto (quando realizada antes do início do trabalho de parto) e intraparto (durante o trabalho de parto). É chamada de basal quando o exame ocorre sem interferência do examinador, e estimulada quando se utilizam recursos mecânicos ou vibro-acústicos para testar a reação do feto.

O exame deve ser repetido, sempre que necessário, dependendo da situação em que a gestante encontra-se. Por exemplo, em uma gravidez de mais de 40 semanas, deve-se repetir o cardiotoco a cada 48 horas. Se a mamãe possui alguma doença, a frequência do exame poderá ser semanal ou a cada 3 dias. O médico ainda pode recomendá-lo a partir da 36ª semana ou, até mesmo, antes, dependendo do caso.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo