Massagem perineal



A massagem perineal também é uma alternativa que pode ajudar as mães no momento do parto. Ela pode começar a ser feita também a partir da 34ª semana. Essa massagem estimula a musculatura do assoalho pélvico, fazendo com que ele se alongue e fique mais flexível para o momento do parto.


Se comparado com o uso do EPI-NO, a massagem perineal foi comprovada cientificamente como uma aliada no estímulo da musculatura pélvica, porém, não permite o treino da força expulsiva. Qualquer uma das duas técnicas não garante que o períneo permaneça intacta, pois as lesões no parto vão depender de uma série de fatores.


Outras técnicas também podem ser utilizadas, além do EPI-NO e da massagem pélvica, como os exercícios de contração e relaxamento da musculatura do assoalho pélvico. Eles vão fortalecer a região e promover um melhor controle para o parto. Além disso, esses exercícios ajudam a prevenir e reduzir os riscos de disfunção do assoalho pélvico, como perda urinária, etc. Porém, é importante seguir a orientação de um profissional.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo