Pediatria



Pediatria

O acompanhamento infantil é muito importante em todas as fases da vida da criança, desde os primeiros dias de vida até os 16 anos, que é a idade indicada pela ONS (Organização Nacional da saúde) onde a criança deve ter um acompanhamento mensal ou trimestral com um Pediatra. Desde vacinas, exames médicos de rotina até alimentação e crescimento saudável, é de extrema importância que os pais estejam atentos ao acompanhamento infantil, e valorize o vínculo criado entre pais e o especialista, que torna-se primordial durante toda fase da infância e é fundamental que se baseie em valores como o respeito, a confiança e a transparência. Além disso, juntos, eles sededicam a cuidar do bem mais precioso do ser humano em qualquer momento da vida: a saúde.

Nos primeiros dias de vida, o acompanhamento infantil é feito ainda na maternidade, através da realização de exames básicos, e a aplicação das primeiras vacinas, conforme descrito na triagem neonatal. O Pediatra já começa a acompanhar o peso e tamanho da criança e baseado no histórico de saúde do bebê passa as instruções básicas para os primeiros cuidados em casa. Mais do que um médico, o Pediatra é um parceiro no desenvolvimento da vida da criança e do adolescente. A orientação pediátrica é importante para cuidar da saúde em todos os seus aspectos: alimentação, comportamento, doenças e, sobretudo, prevenção. Por isso, as consultas servem para identificar quais os riscos que a criança poderá ter e tratar eventuais problemas desde cedo.

De 0 a 2 anos:

Durante esse período é importante o acompanhamento infantil pelo fato de ser a fase de descobertas de sons e percepções onde as consultas com o Pediatra deve ser mais constantes. Durante a primeira semana de vida, a criança recebe as primeiras consultas, onde será avaliado a amamentação, o ganho de peso e se o bebê apresenta icterícia (coloração amarelada da pele) ou para detectar qualquer alteração que possa aparecer. Na faixa etária de 1 a 6 meses o acompanhamento infantil é realizado mensalmente, nessa fase o Pediatra acompanha tanto o desenvolvimento como o crescimento da criança, além de orientar vacinas, tirar dúvidas dos problemas que podem surgir com a amamentação e orientar como introduzir novos alimentos na rotina do bebê. Depois do sexto mês as consultas são mais espaçadas, lembrando que, até completar 1 ano, o acompanhamento infantil é o mais importante para o crescimento e desenvolvimento saudável, a recomendação é que, pelo menos no primeiro ano as consultas com o Pediatra sejam mensais. O crescimento do bebê sempre gera dúvidas e preocupações nos pais. O desenvolvimento motor, a capacidade física, a linguagem e outras evoluções sempre os deixam ansiosos. Por isso, é recomendado que os filhos pequenos tenham visitas periódicas aos pediatras, assim as fases são acompanhadas e qualquer problema detectado poderá ser tratado no tempo ideal. O primeiro ano de vida do bebê requer atenção e cuidados especiais. Nessa época, o crescimento tem uma ascensão constante, nos primeiros meses o bebê cresce de 4 a 5 cm por mês, depois, com uns 3, 4 meses, ele cresce em média 3 cm. Depois diminui para 1,5 cm a 2 cm por mês. Quando o bebê completar 1 ano, ele deverá ter crescido entre 24 cm a 28 cm. O pediatra compara a evolução do bebê com a curva de crescimento criada pela Organização Mundial de Saúde, em que a maioria das crianças fica na média. A mesma lógica corresponde ao peso. “No fim do 1º ano de vida, o peso deve ser o triplo do nascimento. Importante ressaltar que o crescimento varia de criança a criança, com as suas particularidades. O importante é estar dentro da normalidade estipulada pela OMS”.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo